10 Lugares para esquiar perto do Brasil e 03 no Brasil

Tentar encontrar lugares para esquiar perto do Brasil é estranho para a esmagadora maioria das pessoas. Muitas destas pensam ser coisa de filme de ficção.

Afinal, a imagem do Brasil é sol, praia e futebol. Sol e praia são exatamente o oposto de esqui. Mas, afinal, é possível esquiar perto do Brasil ou mesmo no Brasil? Segure a surpresa.

Há lugares para esquiar perto do Brasil surpreendentes.

Há lugares para esquiar perto do Brasil surpreendentes.

Esquiar tem todas as características para ser esporte. Emoção, competitividade, campeonatos, pistas apropriadas são algumas poucas delas.

Há ainda todo um esquema comercial em torno que faz do ato de esquiar um esporte. Mas… será que é mesmo um esporte?

Para quem compete, pode até ser. Mas, na verdade, é questão de estilo de vida, de status, de construção de imagem própria. Para muitos, é porta para oportunidades. E grandes oportunidades.

Quem tem as montanhas brancas como destino de viagens são a chave das portas daquelas oportunidades. Representam a chance de mudanças. Em empreendedorismo, isso se chama network – rede negócios.

Lugares para esquiar na América do Sul são bons momentos para network.

Lugares para esquiar na América do Sul são bons momentos para network.

Neste caso, nada melhor que unir o útil ao agradável: fazer negócios e divertir-se. Mas, sendo o Brasil país tropical em que o sol bate o tempo todo e a neve é quase um fenômeno, seria então necessário sair dele para aproveitar esses momentos? Não existem lugares para esquiar perto do Brasil?

Nossa resposta é não, em negrito, itálico e sublinhado. E, antes de decidir se esquiar é esporte ou estilo de vida, vamos saber…

Por que esquiar?

Essa pergunta precisa de resposta um pouco mais ampla. Afinal, esquiar é iniciativa ampla. Você precisa esquiar por questões…

  • Psicológicas: eleva autoestima, faz bem enorme ao ego, alivia tensões, é desestressante etc.
  • Pessoais: proporciona conhecimento de culturas diversas, amplia visão sobre o mundo, recria senso de relacionamento social etc.
  • Orgânicas: aumenta nível de percepção de equilíbrio – por motivos óbvios; incentiva mecanismos de oxigenação; incentiva atividades cardiopulmonares, é exercício físico, portanto, muscular etc.
  • Profissionais: como dissemos acima, é verdadeira situação de network.

Se precisar de mais motivos para esquiar, ainda temos alguns: é apaixonante e estimulante, pois cria ambiente para busca de limites pessoais e exige senso de estratégia para solução de problemas imediatos.

Mais motivos? Sua mente e corpo entram em estado diferenciado em função de clima e circunstâncias e você passa a se conhecer melhor. A sensação de perigo calculado produz efeitos importantes em sua vida pessoal e profissional.

Por fim, porque esquiar é iniciativa para poucos. Desta forma, você acaba entrando em grupo seleto de pessoas determinadas, competentes e capacitadas a enfrentar grande número de conflitos.

Esquiar é esporte praticado em paisagens deslumbrantes.

Esquiar é esporte praticado em paisagens deslumbrantes.

Por outro lado, esquiar na América do Sul é entrar num mundo de extremos. Resorts milionários são levantados ao lado de comunidades com pousadas simplórias, ainda que altamente aconchegantes e confortáveis justamente para atrair cada vez mais turistas.

As temporadas começam geralmente em junho e vão até outubro, mas de alguns anos para cá são estendidas até novembro. Em determinados locais e fase, a neve é tanta que dificulta visibilidade. Nesse caso, convém averiguar o nível de experiência que você tem no esporte.

Então…

Quais são os lugares para esquiar perto do Brasil?

Mais abaixo, você vai ver que não é exatamente necessário sair do país para esquiar, pelo menos não no sentido real do termo esquiar. Mas, por agora, vamos ver alguns lugares para esquiar perto do Brasil.

É claro que vamos nos limitar à América do Sul, especialmente no Chile e na Argentina, países em que as condições do clima favorecem formação de neve mais facilmente.

Todos os aparelhos de hospedagem – hotéis, pousadas, refúgios etc. – dispõem de instrutores para quem o esqui parece mais um sapato estranho, mas que gostaria de experimentar.

1 – Chile – Termas de Chillan

A região é atualmente conhecida também como Nevados de Chillan. Mais de 30 pistas estão ali para seu deleite. E também a pista mais extensa encontrada abaixo da linha do equador e perto do Brasil, a Las Tres Marias: pouco mais de 13km de comprimento. É neve que não acaba mais.

A região está a 400km de Santiago, capital.

Outro atrativo são fontes termais próximas a hotéis e pousadas. O contraste do frio das pistas com a quentura das termas é incrível.

2 – Argentina – San Martín de los Andes

É estação de esqui apropriada para quem não quer somente esquiar, mas também andar de trenó ou moto especial para neve, fazer caminhada com pranchas de pés ou apenas relaxar com a paisagem esbranquiçada.

Considerada cidade grande para os padrões locais, está muito bem preparada para receber turistas do mundo todo.

Cerro Chapelco - San Martín de los Andres

Cerro Chapelco – San Martín de los Andres

Crianças a partir de 03 anos têm área de lazer e recreação com monitores. Ou seja: adequadíssima para a família inteira.

Fica na Patagônia andina. Peça a seu operador de turismo para levar você à Cerro Chapelco. e deslumbre-se com local preparado em termos turísticos para quem gosta de viajar: hotéis requintados ou cabanas em pousadas são mais que convidativos para todos os tipos de viajantes.

Se você gosta de boa comida, experimente o cordero patagônico ou ainda as várias versões de fundue.

3 – Argentina – Las Leñas

A estação fica a 400km de Mendoza, ao sul, já no coração da Cordilheira dos Andes. As 30 pistas ficam a quase 2800 m de altitude. Imagine: são quase 3 quilômetros de ar rarefeito para estimular sua capacidade respiratória.

Las Leñas

Las Leñas

Estamos falando do maior centro de esportes de inverno da América Latina. E ainda com lazer noturno incrível; tem baladas tão quentes que vão fazer você esquecer o frio quase literalmente.

Las Leñas tem uma curiosidade: os proprietários dos hotéis devem adorar horóscopo, pois deram nomes de elementos do zodíaco a eles.

4 – Chile – Portillo

Quando se fala em esquiar na América do Sul, é Bariloche a primeira estação que aparece nas listas. Mas ela não é um dos lugares para esquiar perto do Brasil que seja necessariamente mais perto.

Portillo está bem mais próxima à capital do Chile que as Termas de Chillan: mais ou menos 150km. São 19 pistas de pura aventura para quem já esquiou; quase metade delas está preparada para aventureiros iniciantes, que nunca esquiaram.

Do hotel diretamente para a pista.

Do hotel diretamente para a pista.

No caso de esquiadores já experientes, há pistas que parecem feitas de adrenalina em vez de neve. Chega-se a elas por serviço chamado heliski, helicóptero para esquiadores mais ousados chegarem a pistas também mais ousadas.

E você pode sair do próprio hotel – único da região, aliás, – já esquiando. As pistas propriamente ditas têm braço de acesso que se iniciam no hall de entrada.

5 – Argentina – Bariloche

A gente tem certeza de que você pensou em Bariloche assim que leu o título deste texto. Praticamente todos os brasileiros amantes de esqui conhecem pessoalmente ou por imagens e matérias. E quem não é amante de esqui, mas gosta de viajar, também já teve Bariloche nos planos de viagem.

É quase possível dizer que, por ali, se ouve tanto castelhano quando português.

Como a gente disse no item anterior, Bariloche não é um dos lugares para esquiar perto do Brasil, mas – se permite o joguinho de palavras – é de longe o mais conhecido.

A quantidade de pistas é grande – 53 – e os meios de elevação também – 39. Se conseguir sair das pistas, pois são viciantes, aproveite canoagem, trekking, mountain bike, pesca, restaurantes muito bem aparelhados e baladas noturnas.

6 – Chile – Valle Nevado

Mais perto ainda de Santiago que Portillo e Termas de Chillan – 46km de distância – e mais bem aparelhado para turista, dispõe de 03 hotéis que atendem a todas as classes sociais.

Valle Nevado

Valle Nevado

Tem mais de 100 trilhas com claras características de pistas. Mas se prepare para exercitar bastante seu poder respiratório: algumas montanhas são gigantescas com altitude próxima a 5000 metros.

Se você procura aventura em lugares para esquiar perto do Brasil, Valle Nevado é destino para você. Afinal, esquiar nessa altura em relação ao nível do mar é realmente só para aventureiro.

Ei! Agora deixa a gente te mostrar outros esportes radicais que não sejam no frio, né?

1 – Descubra agora os melhores lugares para surf em 2017

2 – Descubra as melhores dicas de kitesurf para iniciantes

3 – Descubra onde praticar trekking no Brasil

7 – Argentina – Cerro Bayo

Cerro Bayo é tão dedicada a esqui que tem até organização de eventos voltada ao esporte com calendário próprio. Está a pouco menos de 90km de distância de Bariloche, numa agradável região em um dos picos da cordilheira mais famosa da América do Sul.

Para aficionados por esqui, há 04 escalas de dificuldades nas 23 pistas disponíveis. Para quem não é tanto assim, pode participar de corrida de montanha com tochas, snow polo, rugby e outros atrativos.

Essa dedicação toda é praticamente novidade nas estações de esqui sul-americanas. Cerro Bayo criou a ideia de Esqui Boutique, com excelência em atendimento a turistas apaixonados por esqui.

  1. 8 – Argentina – Cerro Castor

Cerro Castor é renomada no mundo dos esquiadores por causa do tipo de neve que cai em suas terras. É tão especial que treinadores profissionais levam pupilos para ensinar técnicas do esporte.

Cerro Castor

Cerro Castor

Mas o local tem outros atrativos: paisagens fantásticas, cabanas de madeira lindas e confortáveis, opções de lazer. São 26 pistas à disposição de quem não fica muito tempo sem esquiar.

9 – Bolivia – Chacaltaya

Chacaltaya é uma das poucas regiões da Bolívia em que se pode ter alguma sensação de esqui. Alguns profissionais de turismo dizem que é a mais alta estação de esqui do mundo – quase 5.500m – mas isso requer um pouco de atenção.

Chacaltaya

Chacaltaya

É aconselhável que se faça estada em La Paz de uns 02 ou 03 dias para adaptação de altitude. Não deve ser muito fácil nem sequer andar numa altitude daquela; imagine praticar algum tipo de esporte.

Fica também na cordilheira. O acesso é feito a partir de uma estradinha que os nativos chamam “delicadamente” de Estrada da Morte.

Mas atenção: mudanças climáticas das últimas décadas alteraram e ainda têm alterado a situação da neve na região. A quantidade não tem sido suficiente para prática de esqui com emoção e segurança.

10 – Argentina – Junín de los Andes

Talvez por estar muito perto de Bariloche, Junín de los Andes também atrai muitos brasileiros que gostam de neve, mas não querem ir muito longe. Nem gastar muito.

Junín de los Andes

Junín de los Andes

Uma das comodidades oferecidas é o fato de as pistas de esqui e outros pontos turísticos estarem muito próximos do sistema hoteleiro.

Mas esquie por aqui mesmo

Talvez um pensamento tão difícil de compreender seja esquiar sem neve. O conceito em si já remete à neve, gelo, temperaturas abaixo de zero. Mas, sim, é possível esquiar neste belo país tropical, é possível encontrar lugares para esquiar perto do Brasil e… sim… dentro dele também.

Com neve natural ou artificial, mas é possível.

1.    Urubici – SC

O município não é muito procurado e, talvez por isso mesmo, seja um dos lugares mais baratos para quem busca ver neve e ter sensação de esquiar. Sensação pequena, é verdade, mas ainda assim uma boa sensação.

É envolta por serras, montanhas e formações rochosas grandiosas. Considerada uma das regiões mais frias do país, Urubici compõe a rota chamada Caminho das Neves.

Ali, a neve redesenha paisagens com grandes pinheirais, visão arquitetônica deslumbrante, vilas aconchegantes. Das casas, o aroma da comida típica é outro elemento turístico que vai fazer você torcer para que haja neve no ano seguinte para poder voltar.

2. São Roque – S P

Nessa bela cidade conhecida por marcas de vinhos deliciosos e baratos, distante uma hora de carro da capital, há uma estação artificial de esqui. Você pode praticar esqui em pista construída por empresários da cidade, amantes desse esporte.

São Roque - SP

São Roque – SP

O material do solo é feito de plástico especial, mas a visão é surpreendentemente semelhante à neve. Você tem até mesmo instrutores de esqui para aumentar o sentido de prática.

Essa sensação é aumentada com grande rede no fim de uma encosta, que dá mais segurança a novatos que eventualmente atingirem velocidade razoável.

Para os mais ousados, uma pequena pista para saltos imita solo irregular de uma montanha.

Há outros instrumentos de lazer, como parque de diversão, passeios a cavalo, restaurantes interessantes, vilas acolhedoras. Além da neve artificial para dar sensação de montanha de esqui, ainda há um grande “boneco de neve” que, claro, não é feito de neve.

3. Gramado – RS

Você procura lugares para esquiar perto do Brasil. E você também gosta de cinema. Gramado é seu destino.

Gramado é cidade destinada a festivais de cinema. Por conta disso, seus atrativos turísticos conduzem milhares de pessoas ao lazer durante o ano todo. Criar ali uma pista de esqui, aproveitando o frio intenso durante o inverno, foi ideia de um grupo de empresários dispostos a investir 60 milhões de reais em 2013.

Esquiar em Gramado - SC

Esquiar em Gramado – SC

O parque temático imita em detalhes o inverno europeu a partir de vilarejo com características alpinas. Maquinário especial produz neve a partir de vaporização de gotículas de água em baixa temperatura.

Os administradores planejaram diversão com conforto e segurança. Instrutores ensinam esqui e snowboard a novatos, mas é possível patinar, praticar escaladas, brincar em tobogãs.

Estamos em novembro e o inverno já se foi no Brasil. Você pode esquiar nas estações artificiais ou esperar o próximo inverno na América do Sul para visitar instâncias de frio intenso.

De qualquer maneira, é diversão garantida.

Pés à neve!

Como ter liberdade com a internet