Descubra os melhores campeonatos de surf pelo Brasil

Com a vitória dos brasileiros Gabriel Medina e Adriano de Souza, o Mineirinho, no campeonato mundial de surf, respectivamente nos anos de 2014 e 2015, o esporte tornou-se mais popular em nosso país.

E para os fãs da modalidade que vivem por aqui, uma boa forma de apoiar os atletas brasileiros é acompanhar os melhores campeonatos de surf pelo Brasil.

Então, siga conosco porque queremos te apresentar os melhores campeonatos de surf pelo Brasil. Curtiu? Então, fique por aqui até o final.

Os melhores campeonatos de surf pelo Brasil

A gente reuniu na lista a seguir alguns dos melhores campeonatos de surf pelo Brasil. Dê só uma olhadinha:

1 – Campeonato brasileiro de surf feminino profissional

Organizado pelo surfista profissional que faz parte da elite mundial do esporte, Wiggoly Dantas, o primeiro item da nossa lista de melhores campeonatos de surf pelo Brasil foi realizado no ano passado, no mês de setembro, em Ubatuba – SP.

campeonatos de surf pelo brasil - surfista mulher

As mulheres também pegaram onda em campeonatos de surf pelo Brasil em 2016

O evento marcou o retorno do surf feminino profissional no país, ainda em busca de um circuito anual para as atletas brasileiras. Ele contou com as categorias sub-10, sub-12, sub-18 e profissional e o campeonato valeu 1000 pontos para o ranking brasileiro de surf. As informações são do Surf Guru.

Antes de seguir para o próximo campeonato, dê uma olhada nesse artigo aqui.

2 – Etapa do Circuito Mundial de Surf – Rio Pro

Em 2017, o Brasil receberá uma etapa do circuito mundial de surf, que acontecerá entre os dias 9 e 20 de maio. Será a quarta etapa do evento e ela será realizada em Saquarema, que fica na Região dos Lagos do Rio de Janeiro. A informação é do G1.

Com a presença dos competidores da elite na corrida em busca do título mundial da modalidade, não dá para negar que o evento provavelmente será um dos melhores campeonatos de surf pelo Brasil, se não o melhor.

3 – WSL Qualifying Series

Outro dos melhores campeonatos de surf pelo Brasil é a etapa do WSL Qualifying Series que o país recebe. A competição qualifica 10 surfistas para participar da elite do circuito mundial de surf.

Em 2016, este, que é um dos principais campeonatos de surf, sediou uma de suas etapas na Praia do Forte, que fica no município de Mata de São João, localizado no litoral norte da Bahia. Os vencedores foram Bino Lopes e Silvana Lima. As informações são do kyw.com.

campeonatos de surf pelo brasil - homem surfista

Surfistas podem tentar qualificação para a elite do esporte em campeonato da WSL

Segundo a Liga Mundial de Surf (WSL, sigla em inglês), a previsão é que o Brasil receba etapas da Qualifying Series na Praia do Forte, em Maresias – SP e em Joaquina – SC, nos meses de abril, maio e outubro, respectivamente.

Antes de saber como funciona o Supersurf, dê uma olhada neste outro artigo aqui.

4 – SuperSurf

É um dos melhores campeonatos de surf pelo Brasil, que foi popular por aqui entre os anos de 2000 e 2009 e foi chamado de Brasil Surf Pro em 2010 e 2011. A competição teve seu retorno no ano de 2015, segundo informações do site kyw.com.

Por sinal, em 2015, esta espécie de circuito brasileiro de surf foi dividido em quatro etapas que acontecerão em Maresias – SP, Ubatuba – SP, Joaquina – SC e Saquarema – RJ. O campeão do SuperSurf 2015 foi o atleta capixaba Krystian Kymerson.

campeonatos de surf pelo brasil - surfista

Brasil também recebe etapas e campeonatos de surf

A Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp) ainda não divulgou datas para o SuperSurf no ano de 2017.

Ops! Antes de seguir ao próximo tópico, deixe-nos mostrar alguns outros artigos do Vida de Freesider sobre esportes radicais:

1 – Descubra agora os melhores lugares para saltar de paraquedas no mundo em 2017

2 – Conheça agora onde praticar rafting no Brasil

3 – 5 Esportes radicais para crianças

Conheça mais sobre o esporte

Quer acompanhar os melhores campeonatos de surf pelo Brasil, porém não é tão íntimo assim do esporte? Fique tranquilo que a gente dá uma forcinha.

Acredita-se que o esporte tenha surgido há cerca de 3 mil anos onde hoje localiza-se a costa do Peru. Por volta de 1779 já ocorriam espécies de campeonatos de surf na baía de Kealakekua, no Havaí.

Era uma espécie de corrida, em que aquele que chegasse antes até a praia, era o vencedor. Mesmo com o esforço de missionários cristãos para que o esporte, que era considera pagão, fosse extinto, o surfe sobreviveu.

Em 1907, ele foi levado do Havaí para a Califórnia. Então, a partir dos anos 50, com a ajuda de filmes de Hollywood, o esporte passou a ser conhecido em todo o mundo. As informações são do Guia do Estudante.

No Brasil, o surfe começou a ser popular em 1940. Atualmente, segundo o Guia, o país conta com 2 mi de adeptos ao esporte.

Dentre os surfistas brasileiros famosos podemos destacar, Gabriel Medina, Adriano de Souza, Teco Padaratz, Fábio Gouveia, Jadson André e Filipe Toledo, que é considerado uma jovem promessa do esporte.

Já na categoria das mulheres, o destaque vai para Silvana Lima, Maya Gabeira, Bruna Schmitz e a pioneira Margot Rittscher, da década de 60.

Para praticar o surf é preciso ter uma prancha, a parafina e o leash, que é a corda que une o atleta e a prancha. O objetivo do atleta em cima da prancha é equilibrar-se e realizar manobras enquanto surfa uma onda.

campeonatos de surf pelo brasil - prancha

Prancha é ferramenta essencial para a prática do surf,

Por exemplo, no circuito mundial as disputas ocorrem em baterias que duram 35 minutos, em que cinco juízes dão as notas por onda surfada para cada atleta. Cada onda tem a sua nota maior e menor descartadas. Então, obtém-se uma média com as três notas restantes para saber a avaliação de cada onda.

As duas ondas com maiores notas de cada competidor é que são levadas em consideração na hora de definir a pontuação final por bateria de cada atleta. Entre os critérios avaliados pelos juízes estão: a dificuldade da manobra e a versatilidade do competidor para executar diferentes movimento, conforme informou o Zero Hora.

Ranking brasileiro de surf profissional – feminino e masculino

De acordo com a Abrasp, este é o top 5 feminino de surf profissional da divisão de elite. As informações são de 2015:

1 – Jaqueline Silva

2 – Larissa dos Santos

3 – Diana Cristina

4 – Juliana Quint

5 – Julia Santos

5 – Raissa Pessoa

Já o ranking brasileiro de surf profissional masculino da Abrasp, com os cinco surfistas mais bem colocados (dados de 2015) fica assim:

1 – Bino Lopes

2 – Marco Fernandez

3 – William Cardoso

4 – Krystian Kemerson

5 – Flávio Nakagima

Assim, quando for acompanhar os melhores campeonatos de surf pelo Brasil, lembre-se desses nomes para ver se não percebe a presença de alguns deles no evento. Ah! E depois de conhecer os campeonatos de surf pelo Brasil, que tal dar uma conferida nos melhores campeonatos de surf pelo mundo?

Como ter liberdade com a internet