O que é minimalismo?

Em um mundo cada vez mais tecnológico, é inevitável que sejamos bombardeamos de informações por todos os lados. Seja por notícias, por produtos-desejo em lançamentos ou até por digital influencers, que nos falam como devemos ser e o que devemos ter, não há como negar que tem informação em excesso nos dias de hoje.

Soma-se a isso o fato de termos que trabalhar muito pra conquistar o estilo de vida que as pessoas ditam para nós. E aí que nos vemos em uma situação com muito excesso de bens materiais, estresse e trabalho, mas pouco minimalismo e qualidade de vida.

minimalismo

Com o mundo cada vez mais em excesso, o minimalismo vem de contramão à regra

Quantas vezes você desejou parar um pouco de trabalhar tanto e curtir a família e os amigos? Quantas vezes desejou consumir menos e ter uma vida mais simples, fugindo para uma praia ou campo?

E quantas vezes desejou viver à sua maneira sem que ninguém te ditasse regras e não julgasse por ser aquilo que você realmente é? Pois é, isso é algo que passa na cabeça de muitas pessoas, mas são poucas aquelas que têm coragem de lutar em prol de suas vontades.

E eis aqui o nosso tema de hoje: você sabe o que é minimalismo? Se não sabe, mas está buscando um estilo de vida mais simples e com mais tranquilidade, então esse texto é perfeito para você!

O que é minimalismo?

Minimalismo nada mais é do que a arte da simplicidade. Em outras palavras, o minimalismo é sobre ter menos coisas e aproveitar a liberdade que isso te proporciona. Com isso, essa teoria defende que o menos lhe permite ter mais felicidade, contentamento e alegria.

Parando para pensar, essa teoria faz muito sentido para a nossa vida atual. Afinal, em algum momento, já tivemos aquela sensação de que “a grama do vizinho é mais verde que a nossa”.

Isso nada mais é do que o desejo de conquistar exatamente as mesmas coisas que os outros têm, independente da nossa verdadeira vontade de conquistá-las. Se fóssemos mais simples, esse sentido de invejinha, mesmo que boa, não existiria; logo, seríamos mais felizes com aquilo que temos.

ter não traz felicidade

Se ter é o que realmente nos traz felicidade, nunca teríamos o sentido de “a grama do vizinho é mais verde que a minha”.

O minimalismo vai contra a tendência geral da nossa sociedade ocidental consumista. Desde pequenos, colocam em nossas cabeças que, quanto mais nós tivermos, mais felizes seremos. Não valorizam as pequenas coisas boas da vida.

Não sabemos a felicidade de comer algo que foi retirado diretamente da horta – e nem a satisfação de que é plantar o nosso próprio alimento.

Não sabemos o que é fazer o nosso próprio pão. Não sabemos a felicidade que é largar tudo e dar uma volta ao mundo, conhecendo novos lugares e novas culturas. Não sabemos o que é ser desconectado da tecnologia. Mal sabemos a sensação dos pés descalços na terra ou de um banho gelado de cachoeira…

Entre essas e outras coisas, a teoria do minimalismo deveria ser lema de vida de todas as pessoas. Deveríamos valorizar mais o ser e não o ter.

Valorizar mais o presente e não o futuro. Valorizar as refeições em família, as experiências, as conversas com gente desconhecida. Enfim, os valores, nos dias atuais, estão invertidos e o que importa é transparecer felicidade e sucesso – e não ser de fato feliz e sucedido.

valorizar o presente

O minimalismo nos ensina a valorizar mais o presente e não o futuro.

Está gostando do tema minimalismo? Essa filosofia de vida é um ótimo instrumento para você ser livre de verdade – seja de bens materiais, de preocupações com a vida alheia e de não ser você mesmo. Pensando nisso, listamos mais três textos do nosso blog de seu interesse. Bora conferir?

Como conseguir aplicar o minimalismo na vida?

O minimalismo, à primeira vista, parece a solução de todos os seus problemas. Embora ele realmente seja, é difícil de quebrar alguns paradigmas perante a sociedade e levar uma vida mais simples. Por isso, infelizmente muitos têm na cabeça de que tudo isso é bonito na teoria, mas inviável na prática.

A grande verdade é que tudo é possível, basta querer. Adotar a filosofia do minimalismo na sua vida é completamente factível, desde que siga o seu coração e não dê ouvido aos outros.

O que mais existem por aí são pessoas derrubando os seus sonhos, por isso ignore quem não te acrescenta em nada. O responsável pelo seu destino e pelo percurso da sua vida é única e exclusivamente você.

responsável pelo seu destino

O responsável pelo seu destino e pelo percurso da sua vida é única e exclusivamente você.

Então, você deve estar se perguntando “como aplicar o minimalismo na minha vida?!”, não é mesmo? Além de, é claro, não dar ouvidos aos outros sobre o que é certo ou não para você, é muito importante aprender a se desapegar e a ter o mínimo necessário para a sua sobrevivência.

Claro que isso não significa cortar todos os gastos e passar perrengue – a questão aqui é viver sem excessos. Afinal, você não precisa ter o celular da última geração se o seu anterior estava funcionando plenamente, né?!

Para começar, que tal você doar aquilo que não usa para quem precisa? Com certeza, você se sentirá mais leve, em paz e feliz.  E, depois, que tal parar de comprar coisas sem necessidade?

Por exemplo, você não precisa de mais tênis, então por que comprar outro? Além da sensação de bem-estar que o minimalismo provoca, ele é um ótimo aliado para o seu bolso – você já pensou nisso?

Deixe o minimalismo agir na sua vida e seja mais feliz

Deixe o minimalismo agir na sua vida e seja mais feliz

Como aquele que diz que “Status é comprar coisas que você não quer, com o dinheiro que você não tem, a fim de mostrar para gente que você não gosta, uma pessoa que você não é”. Por isso, deixe o minimalismo agir na sua vida e seja mais feliz. Você, com certeza, não irá se arrepender dessa decisão!

Como ter liberdade com a internet