Intercâmbio profissional: tudo o que você precisa saber

Quem nunca pensou em morar fora, não é mesmo? Infelizmente, um dos grandes empecilhos para a realização deste sonho é a questão profissional e financeira.

Passar uma temporada no exterior requer planejamento e deixar todas as suas comodidades no Brasil – ou vai me dizer que não pesou em sua decisão ter que largar o emprego para se jogar no mundo afora sem nenhuma garantia de trabalho?

Reino Unido, Avião, Ar, Voo, Viagens, Voar, Jato

Morando fora.

Pois bem, saiba que esse cenário pode mudar! Você pode sim morar em outros países e trabalhar. Quer saber como funciona? Venha conosco, pois contaremos tudo sobre intercâmbio profissional.

O que é um intercâmbio profissional?

Muito provavelmente, em algum momento de sua vida, você quis jogar tudo para o alto e encarar novos desafios no exterior, porém a questão profissional e financeira falou mais alto. Todavia, está mais fácil e acessível fazer um intercâmbio profissional e realizar seu sonho de se aventurar em outros países. Mas, afinal, sobre o que se trata?

Intercâmbio profissional é a possibilidade de morar no exterior trabalhando. No entanto, não se apegue à sua profissão e a um país, caso a vontade de sair do Brasil seja muito grande. É bem mais fácil encontrar profissões “bico”, como babá ou garçom, e em países subdesenvolvidos.

Palavra, Mapa, Mão, Viagens

Trabalhando no mundo afora.

“E se essa não for uma possibilidade para mim, o que eu posso fazer?” Fique calmo porque há diversos tipos de intercâmbio profissional e, com certeza, um estará de acordo com o que você procura – só que será mais visado e, por isso, difícil de consegui-lo.

Como fazer um intercâmbio profissional

Há diversas opções de fazer um intercâmbio profissional, e cada uma funciona de um jeito. Vamos ver algumas delas?

1 –  Au Pair

Indicado para mulheres de 18 a 26 anos, o programa de Au Pair é remunerado e permite trabalhar durante 1 ano nos Estados Unidos como babá. Você cuidará das crianças de uma família local, ajudará com suas tarefas escolares e acompanhará as atividades de lazer.

2 – Work and Travel 

Outro programa que possibilita morar nos Estados Unidos, o Work and Travel proporciona uma experiência profissional, durante as férias, para jovens universitários com idade entre 18 e 28 anos. Como regra do governo americano, as funções disponíveis são básicas e operacionais, não são necessariamente relacionadas à área de formação do estudante.

3 – Estágio

Há diversos tipos de estágios profissionais para você trabalhar em sua área de formação. Infelizmente, devido às vagas limitadas e à alta demanda, é muito mais difícil participar nesta opção de programa.

intercâmbio profissional - Cozinha, Trabalho, Restaurante, Cozinheiro

Estágio em gastronomia no exterior.

Contudo, há algumas áreas mais fáceis de se obter uma posição paga, como Gastronomia, Turismo e Hotelaria .

4 – Talentos Globais

Um dos intercâmbios profissionais mais procurados, o programa Talentos Globais, da organização sem fins lucrativos AIESEC, possibilita trabalhar de maneira remunerada em empresas de diferentes áreas fora do país durante 3 a 12 meses.
Os recrutados para os Talentos Globais são geralmente profissionais das áreas de Gestão, Engenharia, Relações Internacionais, Tecnologia e Educação.

5 – Trabalho voluntário

Apesar de não ser remunerado, o trabalho voluntário é um dos intercâmbios profissionais mais almejados. O voluntário ganha a experiência de atuar em prol de uma causa especial e volta com uma das vivências mais emocionantes da sua vida!
Antes de seguir para o próximo conteúdo, deixe-nos mostrar outros relacionados à carreira no exterior:
1 – Carreira no Exterior: 5 coisas que você precisa saber
2 – 7 dicas para quem quer fazer uma mudança de carreira
3 – Países que lideram o ranking para trabalhar como estrangeiro em 2017

Quais os preços dos intercâmbios profissionais?

Depende. O custo de um intercâmbio profissional tem várias variáveis: o tipo de trabalho, o país escolhido, o tempo de duração, o tipo de estadia, a empresa intermediária, entre tantas outras. O preço de fazer um trabalho voluntário na América do Sul, por exemplo, é bem mais em conta do que fazer um estágio no Ocidente.

Então, ao optar por um intercâmbio profissional, o melhor método é estipular um orçamento. Estime sempre seus gastos para cima e tenha uma folga financeira, porque, nesse meio tempo, há variações como inflação e taxa de câmbio que podem mudar completamente o cenário – a exemplo do dólar, quando chegou à casa dos R$4,00. Vale lembrar que seus principais custos serão com passaporte, visto, seguro saúde, passagem aérea, acomodação, transporte e alimentação.

Caso faça intercâmbio profissional por meio de terceiros, acrescente, então, o seu custo e as taxas do programa. Fora isso, também reserve parte do seu dinheiro para atividades de lazer, viagens e compras – afinal, ninguém merece viver só para trabalhar, não é mesmo?

custos intercâmbio profissional Recibos, Recibo, Pagar, Fazer Compras, Riqueza

Custos intercâmbio profissional.

Uma dica importante: a AIESEC é uma das formas mais baratas de morar no exterior, principalmente se comparada a agências de viagens. Por ser uma ONG e gerenciada por jovens, na maioria estudantes universitários, seus custos ficam, então, reduzidos. Para saber mais sobre o assunto, não deixe de conferir o site da organização.

Como ganhar dinheiro no período de intercâmbio profissional?

Além da remuneração já prevista em um intercâmbio profissional, caso você opte por não fazer trabalho voluntário, é possível também ganhar dinheiro por fora.
Como já dissemos anteriormente, trabalhos temporários são bem fáceis de se conseguir e permitem arrecadar uma renda extra. Normalmente, esse tipo de emprego é de meio período, o que possibilita conciliar com outras obrigações.
Então, se você nunca trabalhou como atendente num hostel ou garçom, que tal aproveitar essa oportunidade no exterior? Com certeza, você vai adorar essa experiência!
Bar, Pub, Bebidas, Boate, Garçom, Garçons, Vida Noturna

Ganhando dinheiro no exterior.

Outra possibilidade bem mais simples de ganhar dinheiro no período de intercâmbio profissional é sendo nômade digital. Mas, peraí, o que é isso? É a possibilidade de trabalhar sem ter a necessidade de estar fisicamente em um lugar.

A tecnologia evoluiu a um ponto de nos fazer presentes mesmo que estejamos a quilômetros de distância. Assim, você consegue ter trabalhos mesmo viajando! Quer opção melhor que essa? As possibilidades para um nômade digital são amplas: há para jornalistas, redatores, consultores, coaches, programadores, entre tantas outras.
Um ótimo site para conseguir emprego pela internet é o 99Freelas, que divulga diariamente diversos projetos. É só fazer um perfil com sua formação e habilidades e pronto! Você pode se tornar, a partir de então, um nômade digital!
E aí? Gostou da ideia de fazer um intercâmbio profissional? Então, aproveite as nossas dicas e faça já a sua mala! Não há mais desculpas para você não embarcar nessa aventura!
Como ter liberdade com a internet