O que você precisa saber sobre cervejas especiais

Food trucks, Masterchef Brasil e o boom dos programas culinários nos canais abertos, expansão das boas máquinas de café, comida nossa do dia a dia sendo preparada de maneira refinada…  A palavra gourmet nunca foi tão utilizada!

Na nova tendência gastronômica em que as pessoas estão mais cientes sobre o que consomem, seria inevitável que a “gourmetização” chegasse ao mercado cervejeiro – e foi exatamente isso que aconteceu!

O mundo das cervejas especiais

Foi inevitável que a “gourmetização” chegasse ao mercado cervejeiro.

Cervejarias de todos os portes andam gastando seus esforços para produzir cervejas especiais de maior qualidade, a fim de atender a uma demanda cada vez mais crítica.

Para você que está chegando agora, querendo saber mais, take it easy que nós vamos guiar seus primeiros passos nesse mundão cervejeiro. Só tome cuidado porque é um caminho sem volta – mas, convenhamos, quem se importa de voltar depois de tomar cervejas tão boas?

Por que tomar cervejas especiais?

Uma das primeiras perguntas de quem está começando a se aventurar pelo mundo das cervejas especiais é sobre o porquê de tomá-las – e investir uma bela grana nelas. O preço, a um primeiro momento, assusta os desavisados, mas saiba que o investimento do seu suado dinheiro vale a pena.

Beber cervejas especiais te proporcionará uma experiência completamente diferente se comparada às cervejas tradicionais brasileiras, como Skol e Brahma. Elas não estão ali para serem estupidamente geladas e refrescantes, mas sim para fazer com que você viaje por sabores e aromas que as outras jamais conseguiriam entregar.

Além disso, as cervejas especiais têm alma. Isso porque os mestres cervejeiros estão mais preocupados em criar uma identidade do que massificar o seu produto. O foco não é na venda, mas sim a qualidade do produto que vendem.

Por que tomar cervejas especiais?

Por que tomar cervejas especiais?

Falando em qualidade, beber cervejas especiais também significa que você beberá menos em quantidade em relação às comerciais – o que, no final das contas, daria no mesmo na questão financeira. No mundo das cervejas especiais, a ideia é investir na sensação que a bebida pode proporcionar; por isso, a quantidade ingerida é o fator menos importante.

Aproveite essa onda e faça disso um evento social. Compre cervejas especiais nas redes de supermercado, economizando, assim, um bom dinheiro, e convide seus amigos para ir a sua casa. Compartilhe com seus próximos a cerveja e as boas sensações que ela lhes proporcionará e tenha uma experiência mais interessante.

7 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE CERVEJAS ESPECIAIS

Quer saber 7 curiosidades sobre as cervejas especiais que todo mundo precisa saber? Então, dê uma olhadinha abaixo!

1 – As cervejas tradicionais brasileiras

Sabe aquela cerveja de marca brasileira que você encontra em todo boteco? Então, ela é composta por, aproximadamente, 45% de milho ou arroz no lugar da cevada – o que, no mundo das cervejas especiais, não é visto com bons olhos.

 

Mas sem preconceitos, afinal foi ela que provavelmente te trouxe ao mundo cervejeiro.

2 – Os dois tipos de cerveja

As cervejas em geral podem ser classificadas em dois tipos, Lager e Ale, que se diferenciam pela espécie de levedura e pelo seu posicionamento no tanque durante a fermentação.

Curiosidades sobre cervejas especiais

Uma cerveja de qualidade só precisa ter três ingredientes: malte, lúpulo e água.

Fique sabendo que o tipo Lager é o mais consumido no mundo.

3 – Tipos e estilos de cervejas não se confundem

Tipo e estilo de cervejas são duas coisas diferentes. Como dissemos acima, são dois os tipos de cervejas e, em cada um, há diversos estilos. Por exemplo, cervejas como Skol, Brahma e Antarctica são tipo Lager, mas pertencem ao estilo chamado de Standard American Lager (ou Lager Americana Comum).

Ops! Você também precisa conhecer nossos artigos sobre viagens. Então, permita-nos dar algumas sugestões:

1 – Descubra como fazer um roteiro de viagem

2 – O melhor da Suíça: está tudo bem aqui

3 – Os melhores destinos da França

4 – Seu estilo de cerveja favorito

Falando nisso, há centenas de estilos de cerveja, então conheça o seu favorito. E como saber, afinal? Fácil! É só procurar na internet o guia gratuito do Programa de Certificação de Juízes de Cerveja, também conhecido como BJCP (sigla em inglês), que lista os estilos de cerveja conforme sua cor, amargor, cheiro e sabor.

Ah, e antes que você se pergunte, o BJCP foi criado em 1985 nos Estados Unidos e é um programa para formação e certificação de juízes de concursos cervejeiros. Para quem está começando, é recomendável beber cervejas menos amargas porque não causarão tanta estranheza ao paladar.

Estilos de cervejas especiais

Se você está começando, é recomendável beber cervejas menos amargas porque não causarão tanta estranheza ao paladar.

Dê atenção ao valor do IBU, que indica o amargor da bebida – quanto maior o valor, mais amarga ela é. Para você ter uma ideia, o IBU de uma cerveja de trigo mede, em média, 15, enquanto que uma IPA, 70 – por isso, de início, fuja desse estilo.

5 – Aplicativos sobre cervejas especiais

Por que não instalar um aplicativo sobre cervejas se você ainda estiver se sentindo um pouco perdido ou querendo saber mais? Um bem interessante é o Bier Tab porque ele é uma rede social em que as pessoas avaliam as cervejas catalogadas no aplicativo – quer ajuda melhor que essa para não errar na hora de comprar a sua?

6 – Harmonização de cervejas 

Não é só com vinho que se harmonizam as comidas – cervejas especiais também podem e devem! Regrinha básica: quanto mais pesado/gorduroso for o prato, mais forte a cerveja. Exemplo: as IPAs, que têm sabor mais amargo, vão muitíssimo bem com comidas gordurosas.

7 – Cervejaria brasileira

Não subestime as cervejarias brasileiras! Seria um engano achar que só na gringolândia são produzidas cervejas de alta qualidade.

Cervejarias brasileiras

Seria um engano pensar que apenas no exterior é que se produzem cervejas de alta qualidade.

Marcas como Colorado, Bamberg, Coruja, Eisenbahn, Baden Baden, entre tantas outras, estão aí pra provar o contrário.

E JÁ QUE O PAPO É ESSE…

Já que o papo é sobre as cervejarias brasileiras, fique de olho nelas porque há sempre uma novidade por aí! Microcervejarias estão surgindo aos montes, inclusive em cidades turísticas do Brasil. Quer um exemplo?

Quando for à Praia de Pipa/RN, não deixe de experimentar a deliciosa CAP, Cerveja Artesanal de Pipa. Ou vai pra Chapada dos Veadeiros? Então peça uma da Cervejaria Aracê. Outra ótima oportunidade é ir a um evento de trucks – pode apostar que lá terá um beer truck para você apreciar uma nova cerveja artesanal.

E aí, gostou? Então compartilhe com seus amigos ou deixe seu comentário mais abaixo! And Welcome to the beer world!

Como ter liberdade com a internet