15 dicas para você tirar o visto dos EUA em 2017

Se você quer viajar para a terra do Tio Sam, é imprescindível que você saiba como tirar o visto dos EUA antes mesmo de começar a planejar a sua viagem a fundo.

E é por isso que desenvolvemos este artigo, em que daremos 15 dicas bem simples de como você pode agilizar este processo burocrático e, ainda, conhecer tudo o que você precisa saber para conseguir chegar aos Estados Unidos sem problemas.

Tirar o visto dos EUA

A Estátua da Liberdade é um dos principais pontos turísticos na América, mas, para conhecê-la, antes você precisa tirar o visto dos EUA.

Com a vitória de Donald Trump, muitos brasileiros que desejam conhecer a chamada “Terra da Liberdade” acabaram ficando mais temerosos sobre a garantia de tirar o visto dos EUA.

No entanto, fique tranquilo: neste artigo, daremos 15 dicas assertivas para que você não perca nenhuma parte do processo de viajar para os Estados Unidos.

Dica 1 para tirar o visto dos EUA: saber o que vai fazer lá

Não importa qual seja o tipo de viagem que você vai fazer, é sempre importante ter um objetivo.

E para tirar o visto dos EUA, é fundamental, desde o início do processo, você ter muita certeza sobre o que pretende com esta sua viagem.

Seja a turismo, a negócios, ou mesmo a intercâmbio, antes de passar para as partes burocráticas que serão necessárias para tirar o visto dos EUA, defina bem o que você quer e o que você espera ao conhecer o país estadunidense com a finalidade de facilitar tudo o que está por vir.

Dica 2 para tirar o visto dos EUA: regularizando sua situação

Qualquer impeditivo que você tiver, poderá ser usado contra você para impedir a sua entrada nos EUA.

Então, antes de começar a planejar a sua viagem propriamente dita, tenha certeza de que todos os seus documentos estão em dia, que você está ambientado com o idioma inglês, que está em dia com a situação militar e etc.

Dica 3 para tirar o visto dos EUA: antecedência de dois meses

Antes de começar a preencher os formulários necessários para tirar o visto dos EUA e passar à fase das entrevistas, uma dica importante e que poucas pessoas reconhecem, é que você tenha, no mínimo, dois meses disponíveis para fazer isso.

Como se sabe, é um processo bastante burocrático para entrar nos EUA, então, ainda que você corra contra o tempo, o mais recomendado é que você inicie o processo dois meses antes de realmente querer entrar nas terras de Tio Sam.

Dica 4 para tirar o visto dos EUA: preparando-se para os gastos

É importante considerar que você terá de pagar uma taxa para tirar o visto dos EUA. Desde que foram modernizados estes processos, em 2012, passou a existir uma única taxa que falaremos melhor a seguir.

Tirar o visto dos EUA

Além de reais, é importante você ir em uma casa de câmbio e já garantir alguns dólares a partir do momento em que decide tirar o visto dos EUA.

Porém, você ainda poderá ter outros gastos, como viagens para ir ao consulado mais próximo, gastos com cópias e impressão de documentação, então, conforme a cidade em que você mora, guardar dinheiro para cobrir todos os gastos muito antes da viagem se iniciar, pode ser uma ótima dica.

Dica 5 para tirar o visto dos EUA: as diferenças para menores de 14 e maiores de 79 anos

Crianças menores de 14 anos e idosos acima dos 79 anos contam com algumas diferenças no momento de obter o visto para entrar nos Estados Unidos.

A principal diferença, em relação às demais pessoas, fica por conta das entrevistas que, para crianças e idosos, não é necessária.

Basta reunir o passaporte, junto com o DS-160 (apresentado a seguir), duas fotos 5×7 e ir ao Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASV) mais próximo, já que, para estas faixas etárias, o visto já é pré-aprovado a via de regra.

Dica 6 para tirar o visto dos EUA: documento que comprove vínculo com o Brasil

Uma das exigências para conseguir tirar o visto dos EUA, é que o solicitante comprove a ligação dele com o próprio país.

Pode parecer estranho, mas é isso mesmo. E para isso, que pode ser compreendido como um “comprovante de residência”, ou melhor, um “comprovante de vínculo”, o solicitante pode apresentar algum dos itens abaixo:

  • imóvel em seu nome;
  • carteira de trabalho assinada (preferencialmente com três anos de registro);
  • terreno em seu nome;
  • comprovante de estar estudando (faculdade ou pós);
  • comprovante de que filhos ficarão no país enquanto estiver viajando;
  • automóvel em seu nome.

Entre outros documentos que visem apresentar o seu vínculo com o país, destacando-se que você pode escolher apenas um deles que cumpra esta função.

Dica 7 para tirar o visto dos EUA: conhecendo o formulário DS-160

O formulário DS-160 trata-se de um documento obrigatório elaborado pelo governo norte-americano que visa obter informações sobre todos aqueles que desejam tirar o visto dos EUA.

É nele que você deverá inserir todas as informações que serão comprovadas nas etapas posteriores, como informações pessoais, profissionais e, é claro, tudo sobre como você planeja viajar para os Estados Unidos e o quê vai fazer durante a sua estadia em solo estadunidense.

Dica 8 para tirar o visto dos EUA: preenchendo o formulário DS-160

Então, a primeira etapa burocrática a ser cumprida para tirar o visto dos EUA, é preencher o formulário DS-160, disponível neste link, onde você deverá visualizar a tela abaixo.

Tirar o visto dos EUA

Esta é a primeira tela que você deverá preencher com a finalidade de começar a tirar o visto dos EUA.

Trata-se de um documento extenso, mas que, possivelmente, você não terá dificuldades para preencher. Conheça abaixo as seções e algumas das informações que você precisará preencher no DS-160:

  • Informações pessoais (nome completo, se já teve nome anterior, seu gênero, estado civil, data e local de nascimento);
  • Informações de endereço e contato;
  • Informações sobre o passaporte;
  • Informações da viagem (aqui você deve selecionar se irá a turismo ou a negócios, além de planos para a viagem, a data que pretende chegar e voltar dos EUA, o endereço em que ficará lá, e a informação acerca de quem está arcando com os custos da sua viagem);
  • Informações sobre a companhia de viagens (se for o caso);
  • Informações sobre se você já visitou os EUA antes ou não e quais são as pessoas que você tem contato em solo estadunidense;
  • Informações sobre os seus pais e sobre se você tem parentes nos EUA;
  • Informações a respeito do seu grau de instrução escolar e sobre seu trabalho.

Além destas informações, você ainda será perguntado sobre como prefere receber o visto, se buscará pessoalmente ou receberá pelos Correios, bem como selecionar a forma de pagamento da taxa de visto. Com todo o documento preenchido, você pode passar à fase seguinte para tirar o visto dos EUA.

Dica 9 para tirar o visto dos EUA: descobrindo o que são os CASV

Como mencionado anteriormente, CASV é a sigla que se refere aos Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto e trata-se de uma etapa obrigatória mesmo que você tenha menos de 14 ou mais de 79 anos.

Infelizmente, há unidades de atendimento apenas em seis cidades brasileiras, e este é um dos principais motivos para demora em emissão de vistos no país e, também, um dos motivos que demos a segunda dica, para você economizar dinheiro.

Caso não resida em São Paulo, Belo Horizonte, Recife, Rio de janeiro, Porto Alegre ou Brasília, você precisará se deslocar até alguma destas cidades para conseguir tirar o visto dos EUA.

Dica 10 para tirar o visto dos EUA: pagamento da taxa do visto americano (MRV)

Ao término do preenchimento do formulário DS-160, foi-lhe perguntado como você preferia realizar o pagamento do MRV, que representa a taxa para obter o visto americano.

Não importa qual opção você escolheu, se por cartão de crédito ou via boleto bancário (somente do Citibank, mas pago em qualquer agência bancária), o documento terá o mesmo custo: US$ 160,00, o que representa, em média, R$ 500,00, no caso de visitas aos EUA para turismo ou negócios.

Para pagá-lo, basta ir à agência bancária de sua preferência ou realizar a transição via internet banking, contudo, o prazo para confirmação de pagamento pode ser diferente de acordo com a forma escolhida.

Lembrando: é imprescindível guardar o recibo de pagamento.

Dica 11 para tirar o visto dos EUA: agendando a entrevista no CASV

Assim que o pagamento da taxa for confirmado, você já estará apto a agendar a primeira das duas entrevistas que serão necessárias para tirar o visto dos EUA.

E esta primeira será muito mais simples, pois será realizada no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto, que você já conheceu anteriormente.

Para começar a agendar a sua entrevista no CASV, clique aqui.

Você precisará se cadastrar no site, preencher todas as informações solicitadas e, então, selecionar o melhor dia, local e hora para realmente ir fazer a sua entrevista.

Dica 12 para tirar o visto dos EUA: agendar a entrevista no consulado ou embaixada

Ainda que os Estados Unidos estudem a possibilidade de colocar o Brasil como um país em que não seja mais necessário visto, isto ainda não foi feito, e todas as pessoas que desejam tirar o visto dos EUA, devem passar também pela entrevista no consulado estadunidense.

Por isso, será obrigatório, além do comparecimento ao CASV com a documentação necessária, a entrevista no consulado que, geralmente, fica por volta de uma semana após a primeira.

Dica 13 para tirar o visto dos EUA: comparecendo no CASV

No dia em que você comparecer ao CASV munido de todos os documentos necessários, serão coletadas as suas impressões digitais, bem como será tirada a foto a ser utilizada no seu visto.

O objetivo da sua visita é, basicamente, apresentar toda a documentação necessária. Somente assim, você conseguirá agendar uma entrevista para o consulado.

Outra dica importante é que, caso você esteja programando uma viagem em família, todas as pessoas (não sendo mais de dez) podem ir ao CASV no mesmo dia e horário.

Porém, cada uma das pessoas deve levar o seu formulário DS-160, o passaporte e o recibo de pagamento da MRV.

Dica 14 para tirar o visto dos EUA: comparecendo ao consulado

Uma das etapas mais temidas pela maioria das pessoas, até por ser o último passo para realmente conseguir tirar o visto dos EUA, é a entrevista no consulado.

Lá, você não terá nenhum tipo de problema caso não tenha mentido nem um dos objetivos que leva você a querer ir para as terras de Tio Sam.

Tirar o visto dos EUA

Depois da entrevista, você já poderá saber em breve se você foi aprovado ou reprovado para tirar o visto dos EUA.

Sendo uma entrevista individual, o principal objetivo dela é confirmar a veracidade das informações que você apresentou até chegar aqui, então, é bem provável que você não tenha complicações ao falar com um dos funcionários do consulado.

E que tal dar uma pausa em sua leitura para conhecer outros lugares tão incríveis como os Estados Unidos?

1 – 8 lugares incríveis para conhecer na Rússia

2 – Descubra agora os melhores destinos da Colômbia para viajar em 2017

3 – 10 belas paisagens para conehcer na África

Dica 15 para tirar o visto dos EUA: indo buscar ou recebendo o seu visto

Depois de tudo o que você fez e caso seu visto tenha sido aprovado, o que acontece em 96% dos casos de brasileiros que querem tirar o visto dos EUA, é chegado o momento, finalmente, de ter em mãos o seu tão aguardado documento para entrar no Estados Unidos.

De acordo com as informações que você preencheu lá no formulário DS-160, o visto pode ir diretamente para a sua residência, ou então, você deverá buscá-lo pessoalmente no consulado mais próximo.

Tirar o visto dos EUA

Conheça um exemplo de como deverá ficar o seu visto para os Estados Unidos.

Contudo, vimos neste artigo que tirar o visto dos EUA não é tão difícil, mas é um longo processo que pode ser resumido basicamente em duas etapas: preencher o DS-160 e comparecer às entrevistas.

Esperamos que com esta leitura, você consiga tirar o visto dos EUA sem dificuldade e, mais do que isso: que você aproveite a sua visita ao país.

Como ter liberdade com a internet