Como planejar uma viagem econômica: 5 para levar em consideração

Que o Brasil se encontra em uma de suas maiores crises política e econômica, isso ninguém duvida. Infelizmente, essa bagunça toda em nosso país vai afetar, se não é que já está afetando, o bolso do povo brasileiro trabalhador.

Com isso, muitos gastos serão cortados, mas um é essencial permanecer para a nossa qualidade de vida: as viagens de lazer. “Mas, peraí, como viajar se não tenho dinheiro?!”.  Calma que a gente te conta como fazer uma viagem econômica.

viagem econômica

Viajar pode parecer uma insanidade em um momento de aperto financeiro, mas fazer uma viagem econômica pode ser a solução.

Viajar pode parecer uma insanidade em um momento de aperto financeiro, não é mesmo? No entanto, mais insano ainda seria você não se permitir esse descanso em um lugar fora da sua zona de conforto. Viajar traz a sensação de que você é merecedor depois de tanto tempo dedicado ao trabalho – e, sim, você realmente é um merecedor disso.

Como diria aquele ditado que, volta e meia repetimos, “viajar é o único gasto que nos deixa mais ricos”. Não há como discordar dessa afirmação! Todavia, esse gasto pode reduzir e muito se você prestar atenção nas nossas 5 dicas para levar em consideração sobre como planejar uma viagem econômica. Vamos a elas?

Planejamento de uma viagem econômica

Sim, meus caros, o planejamento é a grande chave do sucesso para você conseguir realizar uma viagem econômica. Se você não se planejar, vai cair em diversas furadas – e não é isso que você quer, não é mesmo? Afinal, ninguém está com dinheiro sobrando para tomar decisões que nos levem a gastar mais!

Papel e caneta nas mãos? Sim, então tome nota das nossas super dicas e faça uma belíssima viagem econômica (e que pode ter cara de rica, senhores)!

1 – Pesquise sobre o seu destino

Primeiro passo fundamental para fazer uma viagem econômica é pesquisar sobre o seu destino. Por exemplo, uma viagem no Brasil aparenta ser mais em conta do que uma viagem no exterior, não é mesmo? Pois bem, saiba que só aparenta mesmo porque, dependendo do lugar, ela poderá ser bem mais cara!

Então, leve em consideração: o preço médio da passagem até o seu destino, custo com hospedagem, com alimentação e com transporte, se é necessário fechar passeios (e, se sim, os seus valores) e os gastos com as entradas em museus, parques, exposições, entre outros.

Normalmente, grandes metrópoles têm um custo inferior quanto aos passeios, mas seus gastos com estadia e comida podem ser mais caros. Enfim, tudo isso precisa ser colocado em uma balança.

2 – Monitore os valores das passagens

As passagens costumam ter uma porcentagem significativa nos gastos de nossas viagens. Normalmente, ela representa 1/3 de todos os custos – bastante, não? Por isso, é essencial a monitoração dos valores das passagens para saber o seu custo médio e não pagar a mais na hora de efetuar a compra.

“Mas como?” – você deve se estar perguntando. Simples! Acompanhe diariamente sites de vendas de passagens aéreas (as de ônibus muito raramente mudam). E uma dica plus para você garantir um bom desconto: fique atento aos canais que divulgam promoções. Sempre aparecem preços imperdíveis!

Monitorar os valores das passagens

Monitorar os valores das passagens é fundamental para você garantir uma viagem econômica.

Antes de darmos continuidade, vamos te indicar alguns de nossos textos para você planejar uma viagem econômica com sucesso:

3 – Economize com a sua estadia

Outro gasto alto que pode arruinar seu projeto de realizar uma viagem econômica é em relação à estadia. Assim como a passagem aérea, ela também tem uma porcentagem significativa nos custos. Então, nada melhor do que saber como economizar com isso, não é verdade?

As dicas que nós te damos é: hospede-se em hostels, que são hospedagens que oferecem quartos e banheiros coletivos, em campings ou em couchsurfing, onde as pessoas oferecem quartos gratuitamente apenas pela troca de experiência.

couchsurfing

Uma das opções de estadia que tornará sua viagem econômica é o couchsurfing, onde você dorme de graça na casa dos locais

Se essas opções estão fora de cogitação para você, existem, também, o Airbnb, que funciona como um aluguel temporada. No último caso, fique atento aos sites de reservas de hotéis porque sempre aparecem promoções!

4 – Se for usar trem no exterior, reserve as passagens antecipadamente

Diferente do Brasil, é muito comum o uso de trens no exterior para ir de uma cidade a outra. Se você for usá-los, o que é bem provável caso viaje para fora do país, compre sua passagem antecipadamente e economize um bom dinheiro. Isso porque, quanto antes você comprar, mais barato irá pagar!

Além disso, faça um cadastro no site da empresa de trem e receba no seu email as promoções – quem sabe você não tem sorte de ter um bom desconto bem na época de sua viagem!

5 – Vai comprar moeda estrangeira? Então, fique de olho no câmbio   

Quando nós viajamos para o exterior, uma das nossas maiores preocupações é em relação ao valor do câmbio que iremos pagar, certo? Quanto mais barato estiver o dólar ou o euro, por exemplo, mais alcançaremos sucesso no nosso plano de termos uma viagem econômica. Dependendo do custo estipulado para gastar, pagar R$0,10 a menos devido à diferença do câmbio pode representar uma economia na casa de milhares de reais.

Um ótimo site para monitorar o valor do câmbio e comprar a moeda numa casa que oferece o melhor preço é o Melhor Câmbio. Ele faz um comparativo dos preços para você e te mostra qual casa de câmbio faz o melhor valor. Mão na massa, não?

 câmbio que oferece o melhor preço

Comprar moeda numa casa de câmbio que oferece o melhor preço pode te fazer um bom dinheiro para a sua viagem econômica

Agora que você já sabe como planejar uma viagem econômica, basta colocar tudo o que aprendeu em ação e partir para esse momento de lazer tão merecido. Good trip!

Como ter liberdade com a internet